Formação Racespec na exigente jornada lousanense

Publicado em 23 de Abril, 2018 Formação Racespec na exigente jornada lousanense

No passado fim-de-semana a caravana endurista rumou até à Lousã, para a disputa da 4ª jornada pontuável para o Campeonato Nacional de Enduro CFL Offroad. Com centro nevrálgico e duas das especiais no conhecido Aeródromo lousanense – a terceira especial fora desenhada em Serpins, a 22ª edição da prova a cargo do experiente Montanha Clube, veio a tornar-se bastante exigente para pilotos e motos.

Com mais de quarenta quilómetros de extensão, o traçado e a lama foram impiedosos com os cerca de duzentos e cinquenta pilotos presentes. Entre este bonito número, a formação Racespec contava com Bruna Antunes na classe Senhoras, Diogo Nogueira na Verdes 2 e ainda a estreia do pequeno Tomás Santos na recém criada classe de Mini Enduro.

O jovem piloto viria mesmo a ser a melhor prestação da formação aguedense, ao garantir a sua primeira vitória no Enduro. Com apenas 9 anos e o título de Campeão Nacional de Motocross, o nabantino demonstrou um excelente andamento e enorme maturidade na Lousã. No final, Tomás comentou: “Adorei a experiência, com um ambiente bem mais calmo que o motocross. Foi tudo novo, tive que aprender as regras, penalizações, tempos. O team Racespec ajudou-me a entender estas regras, explicando me tudo ao pormenor antes da prova. É uma experiência para repetir, sem dúvida”.

Já Bruna Antunes sentiu na pele a exigência de um “antigo palco” do Mundial da especialidade, não conseguindo imprimir um andamento para as suas adversárias diretas. A jovem piloto KTM viria a terminar o dia no lugar mais baixo do pódio. “Uma corrida que se veio a tornar bastante massacrante devido à lama. A mota esteve excelente, mas infelizmente não consegui ser tão rápida quanto queria” comentou Bruna.

Diogo Nogueira viria a ser sem dúvida o piloto mais azarado nesta jornada beirã. Ainda na sexta-feira no reconhecimento das especiais, o piloto AFN acabaria por perfurar um pé. Com algumas dores e incapaz de ver as especiais na íntegra, Diogo alinhava mesmo à partida de domingo. Com alguns problemas ao nível da carburação e uma inexplicável fuga de combustível, foi obrigado a abastecer à entrada da última especial. Apesar de um bom desempenho, Diogo Nogueira viria a ser desclassificado. No final, comentou: “Este é um fim-de-semana para esquecer. Na sexta, calquei um pau de tal forma que acabei por furar o pé. Depois hoje, a primeira passagem pela extreme foi um caos. Na última volta, acabei por perder todo o combustível e em desespero abasteci num local não permitido. Um corrida não são corridas…vou voltar, e continuar a lutar pela vitória”.

Nota de destaque para a não presença do piloto Elite Tomás Clemente, devido a lesão contraída na jornada realizada no Peso da Régua. Agora, o Campeonato prossegue a 20 de Maio na cidade de Águeda. A “jogar em casa” a formação Racespec promete algumas surpresas.

Estas e outras informações em: https://www.facebook.com/teamracespec/