“Colecionar Momentos – Paixão pelo Motociclismo”

Publicado em 09 de Fevereiro, 2017 “Colecionar Momentos – Paixão pelo Motociclismo”

O Motociclismo carimba a história com uma série de sucessos, campeões mundiais, novos recordes e motas simplesmente extraordinárias. Para muitos, o Motociclismo ainda é mais do que tudo isso, tendo sido de tal forma incutido no seio familiar a enorme paixão pelas motas – e a família da Anne não é exceção.

"O meu nome é Anna-Larissa Redinger, tenho 24 anos e vivo na maravilhosa zona austríaca de Innviertel. Atualmente trabalho como bloguer e relações públicas, enquanto finalizo a minha tese de mestrado. Vivo a vida sempre com o lema de "recolher momentos", procurando que os mesmos sejam sempre em duas rodas! Em 2014 redescobri o meu fascínio pelo motociclismo por assim dizer, e isso não foi claramente um acidente. Isto já está nos meus genes, e mais cedo ou mais tarde eu iria acabar por comprar a minha mota - que era tão bom quanto certo!

A minha mãe começou de motorizada ainda muito nova e com os seus 15 anos, já se havia juntado a um clube de Viena. Ela nunca quis uma mota de estrada – em vez disso uma “mofa” 50cc – guardada lá em casa por uma eternidade. Ainda durante a altura que estudava, trocou a pequena “mofa” por uma mais apropriada e potente KTM LC4. Grandes viagens pelos Alpes, Marrocos e Turquia, são tema de conversa entre família.

Enquanto a minha querida mãe planeava mais uma viagem offroad, o meu pai era mais “Ready to race”. O meu avô era um grande fã de motocross e acima de tudo fanático pela KTM – na década de 80 “rasgava” os trilhos na sua cidade natal Ried am Riederberg. Como seria de esperar, bem cedo o meu pai começou a competir. Embora na altura ainda não existissem 50cc ou 65cc para crianças, criaram a partir de uma 250, um modelo remodelado, rebaixado e adaptado – foram muitas as corridas que o meu pai abraçou de alma e coração.

Era esse o destino…já os meus pais se haviam conhecido num motoclube, e quando eu nasci, passei a ser o bebé das corridas de motocross. As minhas primeiras experiências passaram pelas bicicletas, com os passeios pelo bosque e pomar atrás da nossa casa, com capacete de ski e proteções de patinagem ehehehe Comecei a criar as minhas pistas, os meus saltos e os anos foram passando.

Folheando os álbuns de família, temos a certeza que as minhas primeiras memórias, são sem dúvida ligadas as duas rodas. Acompanhei muitas vezes os meus pais, embrulhada no velhinho casaco de couro – sim, porquê ainda hoje não existe assento infantil para motas.

Muito tempo passou desde então, mas a minha paixão pelo motociclismo ainda está muito viva. Em 2014, completei o meu estágio em gestão desportiva - na KTM, é claro - e aí eu soube instantaneamente como eu queria gastar o dinheiro que tinha ganho: na minha primeira moto - uma KTM 350 EXC-F!"

Uma família KTM, de muitas espalhadas por esse mundo fora...Um espírito, uma marca, uma atitude!

KTM - Ready to race