Miranda Factory Team em destaque na Lousã

Publicado em 01 de Novembro, 2020 Miranda Factory Team em destaque na Lousã

Portugal foi pela primeira vez este fim-de-semana, anfitrião da Taça do Mundo de Downhill. As honras de receberem a caravana mundialista no nosso país estiveram a cargo do experiente Montanha Clube e ao longo dos últimos dias, disputaram-se no Louzanpark, as duas últimas etapas da competição.

A representar as cores da formação UCI Miranda Factory Team, estiveram os habituais Juniores Gonçalo Bandeira e Nuno Reis, aos quais se juntaram ainda o regressado Silas Grandy e os “enduristas” Emanuel Pombo e Tiago Ladeira.

O atual Campeão Nacional não teve a sorte do seu lado e apesar de ter vencido ambas as qualificações, só conseguiu mostrar todo o seu valor na final de hoje. Gonçalo Bandeira conseguiu ser 2º classificado, terminado assim a competição mundial no 7º lugar entre os Juniores. “Foi a minha despedida da categoria Júnior. Foi bom estar no pódio hoje, apesar de não ser o que eu estava à espera. No downhill os erros pagam-se caro. Na sexta-feira furei (20º classificado) e hoje cometi um erro que me fez perder segundos importantes. Ainda consegui recuperar algum tempo, o que acabou por ser positivo. Agora é começar a preparar já o ano que vem, para garantir bons resultados”.

Nuno Reis tem sido uma agradável surpresa e uma vez mais marcou pela regularidade. 7º classificado em ambas as qualificações, o atleta apoiado pela Miranda Bike Parts viria a obter o 5º lugar nas duas etapas. Reis garantiu assim um resultado histórico para Portugal, finalizando a Taça do Mundo 2020 num brilhante 3º lugar. “Estou bastante satisfeito com este terceiro lugar. Foi uma época difícil, invulgar, mas que me fez crescer bastante. Agora é recuperar as mazelas e preparar a próxima época”.

Silas Grandy fazia o seu regresso à competição na Lousã e apesar de acusar alguma falta de ritmo, conseguiu garantir o apuramento para ambas as finais. O germânico foi 51º na primeira final, tendo descido uma posição hoje – 52º classificado Elite.“Acabou por correr bastante bem. Foi a minha primeira prova este ano e o objetivo passava por apurar nas duas finais. Senti-me bem na bike e consegui quatro descidas consistentes. No cômputo geral foi um bom fim-de-semana”.

Emanuel Pombo mostrou que quem sabe nunca esquece, e mesmo não tendo marcado presença no Campeonato do Mundo de Downhill contra a sua vontade, conseguiu na Lousã, ser o melhor português na primeira final – 49º lugar Elite. Já hoje o madeirense garantiu a 35ª marca entre a “nata” mundial da especialidade. “De volta ao downhill ao mais alto nível e à Taça do Mundo. Senti-me cada dia melhor e finalizei o fim-de-semana com o 35º lugar, tão perto do objetivo que era o top30. Agora férias, recuperar e começar a delinear objetivos para 2021”.

Tiago Ladeira, que tem estado dedicado a 100% na vertente de enduro, aproveitou a jornada beirã, para participar na Taça do Mundo de Downhill. O viseense sentiu algumas dificuldades de habituação, tendo apenas garantido o acesso à final de hoje. Ladeira terminou o dia na 54ª posição Elite. “Acabou por ser um fim-de-semana positivo. Ao longo dos dias fui melhorando a minha prestação e hoje consegui uma descida segura. Senti alguns problemas de “arm-pump” pois já não pegava na bike de downhill a cerca de um ano. Quero obviamente agradecer à Miranda Bike Parts pela oportunidade”.  

Uma prestação francamente positiva na Lousã, para uma formação portuguesa que tem estado nas “bocas do Mundo” pelas mais diversas conquistas. Todos os atletas deram o seu melhor na estreia de uma etapa portuguesa na Taça do Mundo de Downhill, esperando que a mesma se continue a realizar nos anos vindouros.

Estas e outras informações em: www.facebook.com/MirandaFactoryTeam

Texto: Evo-press
Fotos: Miranda Bike Parts