Luís Oliveira em resultado histórico para Portugal

Publicado em 04 de Setembro, 2017 Luís Oliveira em resultado histórico para Portugal

Portugal faz história igualando a melhor prestação de sempre numa edição dos ISDE. A formação Sénior garantiu em França o quarto lugar, obtido em 1999 aquando da edição realizada em Coimbra.

Terminou no passado sábado, na localidade francesa de Brive-La-Gaillarde, a 92ª edição dos International Six Days of Enduro 2017. No regresso dos ISDE a solo francês desde o ano de 2001 estiveram cerca de 800 pilotos, divididos entre as classes Sénior, Júnior, Senhoras e Clubes. Luís Oliveira, atualmente a competir no Brasil, apresentou-se no quarteto sénior luso aos comandos de uma bem preparada Honda CRF 450.

Os pilotos tiveram pela frente seis longos dias de competição e mais de 1000 km´s de duros trilhos e especiais. Com a dificuldade a crescer dia após dia, fruto das muitas passagens dos pilotos e as condições meteorológicas a variarem entre o excessivo calor e a chuva que apareceu ao quarto dia de competição.

Individualmente, Luís Oliveira terminou o primeiro dia de competição na 12ª posição entre os pilotos E2. Com o passar do segundo e terceiro dias de competição, o piloto Honda descia ao 17º lugar desta classe - um resultado que em nada espelhava o excelente andamento do piloto português. Já no quarto dia de competição, cada vez mais “familiarizado” com a mota utilizada e com a exigência das especiais, Luís Oliveira garante a brilhante 9ª posição do dia – subindo assim à 11ª posição da classe. No derradeiro dia de especiais, o piloto Fox brilha novamente, conseguindo a 10ª posição entre vários pilotos oficiais – 9º classificado classe E2. No último dia de competição, onde os pilotos enfrentam a habitual manga de motocross, Luís garantia a 15ª posição, terminado assim a edição 2017 dos ISDE com um brilhante 11º lugar entre os pilotos E2 (29º classificação geral). “De uma forma geral, foram uns ISDE positivos para mim. Comecei por habituar-me à mota, abstrair-me de tudo e tentar focar-me na prova. Mais uns seis dias terminados da melhor maneira. Individualmente sei que poderia conseguir mais, não estou no meu melhor momento, mas de uma forma geral estamos de parabéns. O ambiente entre pilotos e toda a comitiva foi bom, demonstramos uma vez mais que somos um país de enduristas” concluiu Luís Oliveira.

Já o quarteto luso começou a competição com a 5ª posição no World Trophy, no entanto fruto do andamento bastante regular por parte dos portugueses ao longo dos quatro dias seguintes, conseguiram chegar ao derradeiro dia de prova – motocross, com o honroso 4º lugar garantido. Este resultado iguala assim o quarto posto alcançado em 1999 quando a prova se realizou pela primeira vez em Portugal. “Obviamente que é um orgulho fazer parte desta seleção. Todos se esforçaram bastante e o resultado acabou por ser bastante positivo para o nosso país”.

Estas e outras informações em: https://www.facebook.com/oliveira31.atleta

Todos os resultados em: http://www.fim-isde-live.info/